quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Guloseimas que valem cada caloria

Um dos meus exercícios prediletos é procurar um local que venda uma guloseima apetitosa. Ando atento a procura de um local que valha uma investida. E confesso: tem sido demais prazeroso. E parece que também tem surtido um efeito bastante positivo aos amigos que indico ir a determinado local.
Elaborei uma listinha pra dividir com vocês estes pequenos templos do prazer da gula. Eles estão em diversos pontos da cidade e valem cada caloria adquirida. Vale mesmo!
Pra começar indico o melhor cheesecake da cidade. É na Doce Mania, uma rede com lojas em vários bairros de SP. O pedaço é caro, em média R$ 10, mas é uma delícia. A unidade da alameda Lorena é um charme e vale a visita. Também tem uma infinidade de sabores de sorvetes e sorbets (sorvetes originários da França feitos a base de água e não contendo gordura). Fica no número 1.852, Jardim Paulista. Fone: 11 3061-9630.
Outra guloseima que vale o 'esforço' é o pavê da Casa Garcia, na rua Luis Coelho quase na esquina com a rua Augusta. É uma daquelas 'vendas' a moda antiga, com vários produtos pendurados de várias partes do mundo. O pedaço do pavê custa cerca de R$ 3,50 e te leva as nuvens por alguns segundos. Rua Luís Coelho, 128, Cerqueira César. Fone: 11 3284-6815 e 3289-2076.
Acho fantástico como em um pequeno espaço pode-se servir tanta coisa boa. É o caso do eficiente Cafecito, em Pinheiros. Os expressos Café do Centro são tão bem tirados que não me preocupo em pedir um duplo. Sem contar o pão de miga na chapa, que é uma delícia pra começar o dia. Na minha opinião o melhor alfajor de SP está lá. É tão suave que você leva alguns pra casa sem pestanejar. O cardápio é bastante interessante. E as opções pra o almoço são boas. O próprio dono, o argentino Leopoldo Joloidovsky é quem atende. As típicas empanadas aparecem nos sabores carne e frango.

Coxinha
Este é um dos meus salgados prediletos. Ainda não consegui chegar a um veredito sobre qual é a melhor de SP. As coxinhas do Frangó, na Freguesia do Ó, são famosas pela suavidade da massa e conteúdo. E o melhor de tudo que elas vem em uma porção generosa. Também curto muito as coxinhas da Ofner. Recentemente experimentei uma porção num bar chamado Santa Coxinha, na Vila Prudente. Uma delícia.
Vou postar em breve mais algumas opções, aguarde!

Ah, e dê o seu pitaco...
Postar um comentário